segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Protesto!!!

A época não é muito propícia, mas por conta da chuva que cai em Recife, não me resta outra alternativa, e lá vai um post de protesto:

Fazer o que, se profissão pra mim é que nem casamento. Explico: Sem paixão não rola!

Assim como não posso me imaginar casando com alguém por interesse, não me imagino trabalhando em algo apenas pela grana, por maior que ela seja.

Eu bem que podia ter me apaixonado por algo que desse mais retorno. Mas paixão e paixão, simplesmente acontece, sem escolhas...

Agora é me conformar, e quando me formar, amargar a falta de um salário decente.

Por mais contraditório que isso seja, o Assistente Social, que trabalha com garantia de direitos, não tem seus direitos garantidos. Não tem piso salarial, nem carga horária definida.

E antes que alguém diga, eu vou logo dizendo: Casa de ferreiro, espeto de pau!

E estamos por conta disso, todos no espeto...

Entre as atribuições de um Assistente Social, está a luta pela igualdade e cidadania. Pregamos a igualdade, lutamos pela cidadania, mas somos cada dia menos cidadãos. Igualdade, essa nós temos, quem vai dizer que não: Somos iguais na pobreza, ora essa!

Faço minhas as palavras de uma colega de faculdade:

"Então... hoje considero-me uma pobre que trabalha junto aos pobres".

E olhe que a autora dessa frase trabalha na justiça, o filé mignon do Serviço Social, , mas que em comparação aos magistrados, tadinha, não ganha nem 10% do salário dos ditos cujos.

Essa que vos escreve, escolheu a saúde. E por conta dessa escolha, pode viver na UTI financeira a vida inteira, a não ser que a coisa mude.

Mas eu sou brasileira, e portanto não desisto nunca. E esperança, é o meu segundo nome, essa em mim nunca morre!

**************************************************************************************

Enquanto isso no Recife, o carnaval foi literalmente por água a baixo. Chuva, chuva e mais chuva! Do céu, uma bateria de trovões, e muitos relâmpagos de efeitos especiais.
Eu bem que tentei ir ver o show da Maria Rita, mas com São Pedro derramando água de balde, preferi ficar em casa blogando e namorando no quentinho...




3 comentários:

Valéria Martins disse...

Querida Adriana, o importante é trabalhar com o que você gosta. Fazer o que a gente ama é a energia que nos levanta após cada tombo, porque eles acontecem o tempo todo, né?

Aqui no Rio o tempo está ótimo, sol todos os dias, praias lotadas, muita bagunça pelas ruas. Após o "choque de ordem" do novo prefeito, no Carnaval, liberou geral!!!

Peguei táxi ontem e o motorista me contou indignado que viu um casal transando na rua. "Sodoma e Gomorra", ele disse. Hahaha!

Não acho que a rua seja lugar para fazer isso, mas Carnaval é a Festa da Carne... E, pelo visto, o Rio está fazendo jus esse ano...

Beijos!

João Vitor disse...

"sem paixão não rola" xD~
só isso jah diz tudo.
melhor ser pobre e feliz, do que rico e infeliz suahsuhaushaushuahs xD~
do carnaval eu não gosto muito ;s

xD~

Calabresa disse...

Valéria:
O taxista ainda não esteve em Recife, aqui isso ja virou rotina, normal...

victor:
Concordo plenamente!