domingo, 18 de janeiro de 2009

Crônica de um casório

Ex-futura-semi-quase e( ufa!!!) novamente cunhada casou.

Hoje em dia, com os dias de noiva, cerimoniais, buffet etc... Pensava eu, que tudo era relativamente fácil. Me enganei!

Fui escalada para buscar o buquet na floricultura. Fácil? Não mesmo! A noiva escolheu lírios brancos. E lírios brancos no calor escaldante que faz no Recife em janeiro!

Operação de guerra para que os bichinhos chegassem em casa e se conservassem intactos sem queimar até a hora da cerimônia. Izopor, gelo e muiiiita paciência... Ia esquecendo da reza, muita reza pra dar tudo certo! Deu.

A noiva chega, maquiada e penteada, apenas pra colocar o vestido em casa. Coisa simples vestir um vestido? Experimenta não poder estragar a maquiagem, nem despentear o cabelo e pior: não suar de forma nenhuma! Ar condicionado, ventilador e nada. Noivas suam de nervoso, simples assim!

Três mulheres pra ajudar a vestir um vestido. Sobe na cama, desce da cama, arruma saias, abotoa, puxa... Vestiu. Mas ainda tem um véu e a calda... Mais novela! Vestiu? Finalmente vestiu.

Outra operação: descer as escadas. (A essa altura estavam na sala dois fotógrafos e um cinegrafista) segura calda, arruma saia... Desceu.

Começa a sessão de fotos. Uma sala inteira desarrumada pra acomodar toda a parafernália e a noiva em todas as poses que a equipe achasse melhor...

Acrescente a isso as gatas da noiva, o cachorro da casa, e o baby-sobrinho (da outra cunhada), que "advinharam chuva" e estranharam o movimento da casa.

As gatas ao redor da noiva -Uma ainda tirou uma soneca em cima do vestido no meio da tarde.

Baby-sobrinho não dormiu o dia inteiro, e tome braços e atenção. Aos cinco meses eles só querem atenção. Mas é um baby com um enorme bom humor! Não teve choro, só sorrisos banguelos...


O cachorro, que é cachorro e não burro aproveitou o movimento de entra e sai dos carros e escapuliu pra dar sua voltinha. Ele adooora fugir, afinal passear de coleira não tem graça...

O problema é o pêlo imaculadamente branco, que volta invariavelmente poooodre!

Graças aos céus ele foi e voltou, acho que por medo de voltar e dar com a cara no portão, afinal todos iam ao casório...


Noiva arrumada, fotos tiradas e filmagem feita. Hora de todo o resto da casa se arrumar. Essa parte foi fácil.

Titia-noiva, toda arrumada, baby-sobrinho cansado do dia inteiro, só com ela consegue tirar uma sonequinha. A cena foi linda e deu tudo certo. Graças a Deus!

Depois de todo o trabalho, colocar meu pretinho básico foi super simples. Mas, modéstia a parte, fiquei linda! Estava feliz, e felicidade é um ótimo segredo de beleza...

O resto da história foi bem "lugar comum". Todo mundo feliz. A cerimônia linda, a festa ótima... E acabou-se a estória.

A essa altura, noivos estão em Porto de Galinhas aproveitando a lua de mel. E eu aqui lembrando da festa e escrevendo...

4 comentários:

João Vitor disse...

aaaaaa e a festa?

nossa hein que corre-e-corre!

cachorros, gatos e companhia pra ajudar!

Graças a Deus que deu certo neh?

queroo saber da festa ;]

http://joaovitors.blogspot.com/

Denise do Egito disse...

Adriana,
Muito boa sua crônica. Casamento não é fácil mesmo, mas parece que vc levou tudo ocm humor. Hehehe. O gatinho dormindo no vestido, o passeio do cachorro, mas no fim, tudo deu certo. Graças a Deus! Que bom!
Uma boa semana para você e sorte nos estudos

Pâmela disse...

Ai, que delícia!
Adoro casamentos! (não que EU vá casar, mas eu adoro)
Tem um poder imenso de unir as pessoas... hehehehe
Beijo!

Gis disse...

É por essas e outras que eu ainda sonho casar de noiva. Mas acho que já tô quase passando do ponto... rsrs