quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Eu, *Lampião e os concursos...

Enquanto a metade do planeta tupiniquim teve que exercitar a paciência no site de ingressos da Madona, essa modesta blogueira-projeto-de-Assistente Social teve que exercitar a dela em um site de inscrição de concursos. Aí meu saquinho!

Eu como boa brasileira fui deixando pra última hora. Teve mais de um mês pra fazer, e todo dia eu dizia: "tenho que fazer a inscrição" e nada! Freud explica!

Aí, pra encurtar a história, na segunda passei a tarde em reunião no estágio. Na terça tive que segurar o plantão sozinha porque as 19 (!) Assistentes Sociais do hospital estavam em reunião e eu como a estagiária mais experiente fui "escolhida" pra ficar na linha de frente! Detalhe, era meu aniversário!

Aí já viu. Hoje começa a batalha da inscrição. Site sobrecarregado e eu não consigo entrar. Minha paciência curta, e eu, bravamente lutando pra entrar no bendito.

Aí entra no msn *Lampião, um conhecido meu. Veterano combatente da guerra dos concursos...

Pelas minhas contas, deve estar nessa a uns cinco anos! E tem quase trinta nas costas...

Mas pra ele não serve qualquer concurso tem de ser de auditor pra lá... BB, CEF nem pensar!

Pra ganhar menos de 1000 contos, tá doido!

Ele acha que tem que se dedicar pra passar, o que significa não fazer mais nada da vida.

Conversamos um pouco. E ele: "Eu tenho que me dedicar integralmente, pois senão vou ficar ainda mais tempo nessa"....

Aí minha paciência! Mordi a língua, e segurei os dedinhos pra não dizer: Meu filho, você é buuuuuuurro! Se não passou até agora é por falta de competência.

A figura em questão, tem diploma universitário, e é talentoso na área na qual se formou. Mas ao invés de batalhar pra conseguir um lugar ao sol, resolveu desistir antes mesmo de tentar, pra correr atrás do "pote de ouro" de um salário de auditor ou seja lá o que for...

Não tenho nada contra quem batalha em concursos. O país é instável e blá, blá, blá... Mas daí a perder a vida nessa sem tentar mais nada... Além do mais, uma coisa é tentar pra algo que se deseja muito, por vocação, por tesão, não só pela grana pura e simplesmente!

Acho sinceramente, que dinheiro vem se a gente trabalha bem.

Eu por exemplo, escolhi uma profissão que não tem salários altos. Sei disso, escolhi isso, e estou conformada.

Já esta figura de quem estou falando, não. A área de formação dele paga muito bem, mas, pra quem batalha!

Acabou que eu consegui fazer a bendita inscrição! Estou aqui estressada, porém inscrita! A prova é em novembro.

Meu amigo vai continuar na batalha dele enquanto papi e mami aguentarem bancar!

Eu como não posso, por absoluta falta de pai que possa fazer o mesmo, tenho que trampar, estudar e concursar tudo ao mesmo tempo.

Ps.: O nome do cara não é esse, lógico!

4 comentários:

Ita Andrade disse...

Olha que coincidencia o meu post de hoje...voce vai adorar!
Abração

Valéria Martins disse...

Uma grande amiga que se formou em administração mas nunca exerceu – o marido é da Marinha e ela passou a vida viajando, acompanhando-o – ficou 10 anos tentando passar em concurso, falhou não sei quantas vezes, mas há dois anos... entrou no BNDES! Está feliz da vida, todo dia vai trabalhar de terninho, executiva, ganha super-bem. E o marido está em casa, aposentado e contrariado.
Nessa área de concursos, o importante é persistir. Boa sorte!!!

Valéria Martins disse...

Uma grande amiga que se formou em administração mas nunca exerceu – o marido é da Marinha e ela passou a vida viajando, acompanhando-o – ficou 10 anos tentando passar em concurso, falhou não sei quantas vezes, mas há dois anos... entrou no BNDES! Está feliz da vida, todo dia vai trabalhar de terninho, executiva, ganha super-bem. E o marido está em casa, aposentado e contrariado.
Nessa área de concursos, o importante é persistir. Boa sorte!!!

Calabresa disse...

Valéria:
No caso da sua amiga, ela está na área em que sempre quis atuar. Como é o meu caso também. Sei que não é fácil passar, e provavelmente é o primeiro de alguns, mas, como é pra exercer minha profissão vale a pena insistir!
Abração